Apresentação

A Associação Voluntariado e Acção Social do Entroncamento - Avasocial é uma ONG – Organização não Governamental, portanto, uma pessoa colectiva de direito privado sem fins lucrativos. Foi constituída por Escritura Pública a 13 de Outubro de 1999, tendo 10 cidadãos do Entroncamento como fundadores. Estes, após terem concluído o Curso Socioeducativo “Visitadores de Pessoas Idosas, Doentes, Acamadas ou Retidas” promovido pela Paróquia da Sagrada Família do Entroncamento e com o apoio do Ministério da Educação / Delegação Escolar do Entroncamento, constataram não existir no concelho, um Colectivo devidamente estruturado e organizado que se dedicasse continuada e voluntariamente a visitar e fazer companhia aos utentes internados no Hospital de S. João Baptista do Entroncamento, e decidiram avançar com a organização desse Serviço.

Conforme os Estatutos, os objectivos da Avasocial são a realização de “actividades de âmbito cultural, exercício do voluntariado, animação das relações interpessoais e promoção de hábitos e estilos saudáveis de vida”. Para concretização dos objectivos, a actividade iniciou-se com a organização e realização do Serviço de Visitação diária aos utentes internados no Hospital de S. João Baptista do Entroncamento, seguindo-se o envio de voluntárias para o Lar Fernando Eiró / SCME, e para o Lar do Entroncamento da Associação dos Lares Ferroviários. Mais recentemente, também se encontram voluntárias da Avasocial a colaborar no CERE – Centro de Ensino e Reeducação do Entroncamento e na Trendirivir – Associação Sociocultural / Entroncamento. Também já é solicitada e tem sido aceite a colaboração com Entidades exteriores ao concelho, nomeadamente o Estabelecimento Prisional Regional de Torres Novas. Presentemente (2009), a Avasocial encontra-se empenhada na colaboração com o Agrupamento de Centros de Saúde – Serra d’Aire / Centro de Saúde do Entroncamento, com vista à integração de voluntários na Unidade de Cuidados na Comunidade. Para que se possa aferir melhor sobre a importância, a vários níveis, da colaboração dos voluntários nas Instituições, é de anotar que em 2007 e 2008, respectivamente, essa colaboração foi contabilizada em 1262 e 1908 Horas de actividade. Nos mesmos anos, os voluntários ofereceram 495 e646 Horas respectivamente, em actividades de apoio associativo. Ainda na vertente Voluntariado, refere-se como extremamente importante a celebração do Protocolo com o Município do Entroncamento a 25 de Outubro de 2006 que possibilitou a implantação de um Banco Local de Voluntariado no concelho e que foi apresentado publicamente a 20 de Junho de 2007, iniciando aí a actividade normal. A gestão do Banco Local de Voluntariado é atribuição da Associação.

Na vertente social, a Avasocial tem implementado desde 2002 o Projecto “Coração Solidário”, com a finalidade de contrariar ou diminuir os efeitos do isolamento social ou a solidão dos cidadãos sobretudo doentes e / ou idosos, e a ajuda voluntária na realização de pequenas tarefas da vida diária, nos domicílios e fora deles. Neste âmbito, para além das visitas nos domicílios e ajudas, realizam-se várias actividades de lazer, recreio, cultura e desporto, encontrando-se também a funcionar, o serviço “Voz Solidária”, que procura minorar um pouco os efeitos do isolamento social ou solidão das pessoas sinalizadas junto do serviço de Escuta e Atendimento Social. Desde 2008 funciona o Atelier Ocupacional que oferece um modo particular de ocupação útil à comunidade, a pessoas de várias idades que o procuram e nesse contexto aceitam realizar diversas tarefas, quer individualmente quer em grupo.

Quanto à faixa etária dos adolescentes e jovens, a Avasocial iniciou em 2007, a produção de Projectos de Ocupação de Tempos Livres, quer ao longo do ano quer apenas no tempo não lectivo do Verão. Têm tido muita procura, mas devido às restrições impostas pelo IPJ – Instituto Português da Juventude (entidade que selecciona e coloca os jovens), a participação nestes projectos situa-se em 25% do total de jovens que manifestam interesse. Também já se encontram jovens a realizar voluntariado sem o enquadramento do IPJ.

Entre 2004 e 2007 a Avasocial promoveu e organizou os “Seminários de Voluntariado em Saúde”, com participações significativas considerando a população alvo a que se destinaram: voluntários da área da saúde da sub-região do Médio-Tejo. Também até 2007, tiveram lugar diversos “Cursos de Formação para Voluntários”, que acolheram muitos formandos da região e de outros pontos do País. Para a realização, quer dos Seminários quer dos Cursos de Formação, a Associação contou sempre com a colaboração do Centro de Saúde do Entroncamento e do Poder Local.

Em 2007 e 2008, em parceria com o Centro de Novas Oportunidades / ISLA – Santarém e três Entidades públicas e privadas não lucrativas do concelho de Vila Nova da Barquinha, a Avasocial possibilitou que cerca de 100 cidadãos do concelho e limítrofes, adquirissem a escolaridade obrigatória e 50, o diploma do ensino secundário, por via da frequência do processo RVCC – Reconhecimento Validação e Certificação de Competências, promovido pela Agência Portuguesa para a Qualificação.

No final do ano de 2008 a Avasocial era constituída por 401 associados, dos quais 36 eram voluntários, assegurando toda a actividade que aquela realiza. Para além dos voluntários de “Ajuda Directa”, a Associação acolhe também a colaboração de voluntários com formação escolar / académica de grau superior, no âmbito da “Assessoria Técnica” em diversas áreas do Conhecimento e da Acção, que muito contribui para eficiência, eficácia e qualidade da actividade que se produz. Em Dezembro de 2008, os voluntários eram maioritariamente do sexo feminino (80% senhoras e 20% homens), das mais variadas faixas etárias (idades iguais ou superiores a18 anos) e formação escolar / académica (52% com a escolaridade obrigatória, 23% com diploma do ensino secundário e 25% com formação de grau superior).

Para levar a cabo a concretização dos objectivos, e porque o local onde a Avasocial se encontra sedeada não permite a realização aí da maioria das actividades, a associação celebrou e mantém Acordos de Colaboração com várias Entidades não lucrativas do concelho, e é apoiada pelo Poder Local. É (desde a primeira hora) membro do CLASE – Conselho Local da Acção Social do Entroncamento / Rede Social. No âmbito supra-concelhio e considerando a importância da ligação a níveis “superiores” de organização, a Associação, encontra-se registada como Organização Promotora de Projectos de Voluntariado no CNPV – Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado, é membro da REAPN – Rede Europeia Antipobreza, da FITI – Federação das Instituições da Terceira Idade, do MUS – Movimento dos Utentes da Saúde, e da REVOS – Rede Europeia de Voluntariado Social. Desde 2007 é membro fundador da FNVS – Federação Nacional de Voluntariado em Saúde (a que preside), e desde 15 de Janeiro de 2009 é o Centro de Cultura e Desporto N.º 5407 da Fundação INATEL.

Em termos de futuro, os Órgãos Sociais da Avasocial consideram importante continuar a “investir” na área do Voluntariado, não deixando no entanto, de procurar os caminhos melhores (ou mais adequados) para a prossecução dos seus objectivos nas áreas, do Recreio, da Cultura, do Desporto da Acção Social.

Entroncamento, 7 de Dezembro de 2010