AÇÃO DE FORMAÇÃO - Voluntários

AÇÃO DE FORMAÇÃO PARA VOLUNTÁRIOS

31 de julho de 2018 - Entroncamento

( Inscritos no Banco Local de Voluntariado do Entroncamento )

  Preâmbulo:

“O voluntariado, como forma de cidadania ativa e participativa, vem tomando contornos, cada vez mais definidos de solidariedade da sociedade civil, que considera competir-lhe uma intervenção ativa, crítica e reguladora em determinadas situações existentes na sociedade.

Mas ser voluntário exige assumir um compromisso que o comprometa, de forma livre, mas responsável com a ação a desenvolver, de acordo com a sua motivação e a escolha do domínio de acuação selecionado, que tradicionalmente se caracterizava por ser no âmbito da ação social, saúde ou proteção civil, mas que hoje se diversifica noutros domínios, como é o caso da cultura, do desporto, da luta pela paz, do ambiente, da cooperação para o desenvolvimento, entre outros.

A formação inicial é essencial para que o voluntário adquira competências gerais, que lhe permitam compreender a especificidade das atividades de voluntariado, conhecer a lei que regula o seu exercício, o compromisso a assumir, o respeito pela vida das pessoas que apoia no que se refere à privacidade, intimidade e confidencialidade, o respeito pelas normas de funcionamento das organizações em que se integra, o conhecimento do programa do voluntariado, a quem se reporta no seu exercício diário e outras questões pertinentes, (…) como conceitos, princípios

Mas a formação não se esgota, numa primeira abordagem. Ela deverá ter continuidade de acordo com as necessidades de formação detetadas pela avaliação do desempenho do exercício do voluntariado, bem como pela evolução das situações com as quais o voluntário se confronta no desenvolvimento das atividades.

Concluindo, não há exercício de voluntariado de qualidade, qualquer que seja o domínio de atuação do voluntário, se este não se dispuser a aprender continuamente e se a entidade promotora não se dispuser a garantir aos voluntários pelos quais é responsável, ações de formação, que atualizem conhecimentos e proporcionem aquisição de competências necessárias a um adequado exercício do voluntariado.” ([i])

Razão:

Os voluntários têm o direito de “ter acesso a programas de formação inicial (…), tendo em vista o aperfeiçoamento do seu trabalho voluntário.” ([ii]); e têm o dever  de “participar nos programas de formação destinados ao correto desenvolvimento do trabalho voluntário.” ([iii]); e uma das atribuições dos Bancos Locais de Voluntariado, é “organizar ações de formação inicial para os voluntários.” ([iv]) Por outro lado, o número de inscrições para voluntários, registadas no BLVE em 2018, justifica a realização da Ação.

Objetivos:

No final da Ação, os participantes devem ficar a compreender a especificidade do trabalho voluntário no contexto participação cívica, e a importância da responsabilidade e do cumprimento do compromisso que se assuma; e a conhecer a legislação regula o exercício do voluntariado, conceitos, princípios, direitos e deveres; bem como outras questões pertinentes.

Formador:

João António Pereira, coordenador do Banco Local de Voluntariado do Entroncamento, Educador Social, Formador Profissional CAP N.º _________ e Formador em Voluntariado.

Data / hora / local / programa:

A Ação realiza-se às 10 horas de 31 de julho de 2018, na Junta de Freguesia de S. João Baptista, Entroncamento. O programa será disponibilizado por correio eletrónico, a quem se inscrever; e em suporte físico, na Ação.

Destinatários:

A Ação destina-se a ser participada pelos voluntários inscritos no Banco Local de Voluntariado do Entroncamento.

Participação / inscrições / prazos e mais informação:

A participação é gratuita. O número mínimo de participantes é de 10; e o máximo é de 15. As inscrições realizam-se até 27 de julho, presencialmente no:

Banco de Voluntariado, Rua 5 de Outubro, 96 A – Entroncamento; e em www.avasocial.org .

Inscreva-se aqui:   http://tempuri.org/tempuri.html

Dados para as inscrições: nome (1.º e último) + N.º do Cartão de Cidadão + N.º de telemóvel.

Mais informação no site; e por SMS para os telemóveis, 966 715 580 e 933 150 002.

A quem manifestar interesse nisso mesmo, será disponibilizado Certificado de Participação, conforme o modelo em uso, por correio eletrónico ou em suporte físico na Ação.

Organização, parcerias e apoios:

A Ação é organizada pelo Banco Local de Voluntariado do Entroncamento e pela AVASOCIAL, conta com o apoio à divulgação por parte da Câmara Municipal do Entroncamento; e com o apoio logístico, da Junta de Freguesia de S. João Baptista e da Junta de Freguesia de Nossa Senhora de Fátima.

Despesas e financiamento:

As despesas são suportadas pela AVASOCIAL. O local é cedido gratuitamente pela JFSJB, a impressão dos folhetos são apoio gratuito da JFNSF; e a impressão e divulgação dos cartazes, são apoio gratuito da CME.


[i] Helena Cadete, responsável pelo Núcleo de Formação da Associação Coração Amarelo, Lisboa, junho de 2012.

[ii] Lei 71/98, Artigo 7.º, Número 1, Alínea a.

[iii] Lei 71/98, Artigo 8.º, Alínea g.



Início 31-07-2018 às 10:00
Fim 31-07-2018 às 13:00
Local Junta de Freguesia de S. João Baptista - Entroncamento
Preço Sócios 0,00 €
Preço não Sócios 0,00 €

Categorias

Cultura
Desporto
Formação
Geral
Recreio
Social
Voluntariado
Todas